Ebook Guia do Negócio Online:

SEO em 2018: conheça as 10 Principais Tendências

Compartilhe

SEO em 2018

Conseguir posicionar páginas nos primeiros lugares do Google está cada vez mais difícil, não é mesmo? A concorrência aumenta ano após ano.

Sabendo antecipadamente quais são as técnicas de SEO que irão ganhar mais importância para o Google em 2018, você pode ter uma grande vantagem sobre os seus concorrentes.

Com essas informações você poderá adequar as suas páginas para conquistar posições preciosas no Google e, por outro lado, poderá também defender melhor as posições já conquistadas.

Conheça neste artigo, de forma clara e objetiva, as 10 principais tendências em SEO para 2018 e saia na frente dos seus concorrentes!

SEO em 2018: Como Saber O Que É Tendência?

Dois caras que eu respeito demais quando o assunto é Search Engine Optimization  já se pronunciaram sobre as tendências em SEO para 2018. Estou me referindo a Neil Patel e Brian Dean.

Quando esses dois falam sobre SEO, é bom prestar atenção. Suas previsões sempre são baseadas em muitos estudos e pesquisas sobre o assunto e, por isso, costumam acertar em cheio.

Neste artigo eu reuni as suas previsões, para você saber a melhor forma de otimizar o SEO em 2018.

1 – SEO em 2018: O RankBrain ganha mais importância

RankBrain e o SEO em 2018No final de 2015 o Google anunciou que o RankBrain, recém implantado, havia se tornado o terceiro fator mais importante para ranqueamento das páginas nos resultados de busca. Veja este vídeo no minuto 1:37.

E como o Google costuma refinar os seus algoritmos, Brian Dean afirma que o RankBrain terá um peso ainda maior nos resultados de pesquisas do Google em 2018.

O que é o RankBrain?

O RankBrain é um sistema de inteligência artificial que ajuda o Google a ordenar as páginas nos resultados de buscas.

Esse algoritmo mede como os usuários interagem com as páginas listadas nos resultados das pesquisas e, de acordo com o comportamento deles, melhora ou piora o “ranqueamento” da página.

Por exemplo, imagine que você pesquisou por “Café Gelado” no Google.

SEO em 2018 - Pesquisa no Google

E, em vez de clicar no primeiro resultado, você clicou no terceiro resultado listado.

E quando acessou a página, encontrou um conteúdo excelente, que te prendeu do início ao fim.

O RankBrain percebe esse seu comportamento (você não está sozinho, kkk) e dará a essa página uma ajuda no seu ranking nas próximas pesquisas.

Por outro lado, vamos dizer que nessa mesma pesquisa você tivesse clicado no primeiro resultado, sem nem olhar as demais páginas listadas.

Mas o conteúdo da página #1 é muito ruim e você resolve abandoná-la após alguns segundos. Em seguida você clica no terceiro resultado da busca e permanece na página consumindo o seu conteúdo por um bom tempo.

O RankBrain também identifica esse tipo de comportamento.

Se muitas pessoas tiverem o mesmo comportamento destes exemplos, o Google irá melhorar cada vez mais o ranking dessa página que todos preferiram ler.

As páginas que atraem e conseguem reter os usuários serão cada vez mais bem classificadas em 2018, enquanto aquelas que não atraem ou não conseguem retê-los perderão cada vez mais as suas posições.

Para usar o RankBrain a seu favor, você deve focar em:

  1. Tempo de Permanência – Quanto tempo alguém, que encontrou a sua página no Google, permanece na sua página;
  2. CTR (Click Through Rate ou Taxa de Cliques) – A porcentagem de pessoas que clicam no link para a sua página no resultado da busca no Google.

Vamos falar sobre esses dois focos.

RankBrain e o Tempo de Permanência

SEO em 2018 - Tempo de PermanênciaO Google presta MUITA atenção ao tempo de permanência dos usuários nas páginas.

Recentemente o chefe do Google Brain no Canadá afirmou que o Tempo de Permanência é um sinal para o RankBrain.

Segundo ele, o algoritmo monitora quando uma pessoa clica num link e permanece na página e quando ela volta.

Um estudo realizado pela Search Metrics também confirmou que o tempo de permanência médio das páginas listadas nos top 10 resultados é de 3 minutos e 10 segundos.

Se você parar para pensar, o fato do tempo de permanência influenciar no ranking da página faz total sentido.

Se as pessoas gastam mais tempo numa página, é porque o conteúdo dela deve ser muito bom para o assunto pesquisado.

Como o objetivo do Google é facilitar as buscas das pessoas, ele irá melhorar o posicionamento dessa página nos resultados da pesquisa, para que ela possa ser encontrada com mais facilidade.

Quer Saber Como Aumentar o Tempo de Permanência nas suas Páginas?

Para ter um bom tempo de permanência na sua página, você precisa manter o interesse do visitante pelo seu conteúdo.

Veja essas dicas:

Texto Leve – As pessoas gostam de páginas com textos “leves”.

As pessoas fogem dos sites com “testamentos”.

Isso significa na prática que os seus parágrafos não devem ter mais do que 4 ou 5 linhas. E também que as suas frases não devem ter mais do que 30 palavras.

Texto “Escaneável” – Divida o seu texto em blocos menores, divididos por subtítulos. Nos parágrafos, coloque em negrito palavras ou frases-chave.

Use imagens para representar ou exemplificar partes do seu texto.

Assim, quando o visitante passar o olho no texto, antes de decidir se irá ler todo o conteúdo ou não, você terá mais chances de prender a sua atenção.

Vídeos – Use vídeos no seu blog. Falarei sobre vídeos mais adiante.

RankBrain e o Click Through Rate (CTR)

O engenheiro do Google Paul Haahr causou um alvoroço no mundo do SEO quando em uma conferência ele apresentou o seguinte slide:

SEO em 2018 - A importância do Click Thorough Rate

Tradução:

Interpretando Experimentos ao Vivo
. Duas Páginas P1 e P2 atendem as necessidades do usuário
. Para a P1, a resposta está na página.
. Para a P2, a resposta está na página e no snippet
. O Algoritmo A apresenta P1 antes do P2 -> Usuário Clica na P1 -> “Bom”
. O Algoritmo B apresenta P2 antes do P1 -> Sem Cliques -> “Ruim”

. Nós achamos realmente que A é melhor do que B?

O que este slide quer dizer é:

O RankBrain às vezes aumenta o ranking das páginas para testes. E se a página tiver um CTR (taxa de cliques) acima da média, o RankBrain usa isso como um sinal para que a página talvez possa melhorar de posição permanentemente.

Não deveria ser uma surpresa o fato de que a taxa de cliques é importante para o posicionamento das páginas nos resultados de busca.

O objetivo do Google é apresentar os resultados mais relevantes e de maior qualidade para as pesquisas realizadas.

Por isso, se ninguém clicar em uma determinada página no resultado de uma pesquisa, por que Google deveria mantê-la listada na primeira página?

Por outro lado, se as pessoas começarem a clicar com frequência na página #9 de uma pesquisa, porque o Google deveria mantê-la nessa posição e não melhorar o seu ranking?

Clique e veja neste infográfico (em inglês) 11 hacks para você aumentar o CTR no Google.

SEO em 2018 - Infográfico sobre CTR

2 – SEO em 2018: Transforme-se num Jedi do CTR

Se você quer mandar bem no SEO em 2018, você vai precisar se tornar num Jedi do CTR. Por quê?

Claro, tem o RankBrain que acabamos de falar, mas não é só isso.

Tem tudo isso atrapalhando o seu CTR:

SEO em 2018 - Snippets, Anúncios e Imagens

Também tem isso.

SEO em 2018 - Notícias no Google

E isso.

Tendências de SEO para 2018

Um estudo constatou que as primeiras posições das páginas de resultados estão recebendo 37% menos cliques do que recebiam em 2015.

E é fácil saber o porquê.

A sua página está concorrendo cada vez mais com caixas de respostas, notícias e anúncios.

Tudo isso aparece antes da lista de páginas do resultado orgânico e chamam mais a atenção do usuário pelos seus formatos diferenciados .

Para se destacar nos resultados de pesquisa, a sua página deve gritar: CLIQUE EM MIM! Caso contrário ela será ignorada.

3 – SEO em 2018: Conteúdo Abrangente e Completo

SEO em 2018 - Conteúdo Abrangente e Completo

Nos velhos tempos, o Google analisava a sua página para ver quantas vezes você usou uma palavra-chave específica. Ele se concentrava 100% no conteúdo da sua página.

O rastreamento do Google visitava a sua página para verificar se a sua palavra-chave aparecia em:

  • Título no Head
  • URL
  • Alt das imagens
  • Meta tag de descrição
  • Tag H1

Na verdade o Google ainda olha para isso. Mas hoje ele é muito mais esperto do que antes.

Agora em vez de apenas analisar conteúdo, o Google e concentram no contexto.

O que isso quer dizer?

Lembre-se: o objetivo do Google é mostrar ao usuário o MELHOR resultado em sua pesquisa. E o melhor resultado não é uma página lotada de palavras-chave…

O Google entende que as melhores páginas cobrem um tópico inteiro em profundidade.

Quando encontra um conteúdo aprofundado, Google entende que o usuário que fez a pesquisa irá obter todas as informações que ele precisa em um só lugar.

Um estudo recente feito pelo Brian Dean sobre fatores de classificação no Google identificou que o conteúdo profundo tende a ter os melhores resultados no Google.

Seo em 2018 - Muito Conteúdo Ajuda No Ranking do Google

O Google está valorizando cada vez mais os conteúdos abrangentes e completos.

O Google entende que este tipo de conteúdo cobre tudo que o usuário do Google precisa saber sobre o tópico pesquisado.

Isso faz com que o conteúdo seja um dos principais caminhos para você obter os melhores resultados de SEO em 2018.

Você Sabe Escrever Conteúdos Abrangentes e Completos?

Comece publicando um conteúdo com pelo menos 2.000 palavras. É importante não “enrolar” no texto, mas sim abordar diversos pontos sobre o assunto e detalhá-los.

Dessa forma, você irá cobrir tudo o que um pesquisador do Google precisa saber sobre o seu assunto.

Um outro estudo da Backlinko sobre fatores de classificação descobriu que os conteúdos mais longos ultrapassaram os artigos curtos no Google:

SEO em 2018 - Quantidade de Palavras No Texto

Adicione LSI Keywords ao seu texto

Depois de criar o seu texto enorme com mais de 2000 palavras, acrescente as LSI Keywords.

O que são  LSI Keywords? Como se comportam em SEO?

LSI é a sigla para “Latent Semantic Indexing”, ou Indexação semântica latente em português.

As LSI Keywords são palavras relacionadas à palavra-chave principal do conteúdo.

É através delas que o Google entende o significa do que está escrito no texto.

Nos primórdios do Google, o algoritmo verificava apenas as palavras-chave das páginas, sem levar em conta a semântica e o contexto em que estavam inseridas.

Nesta época, era possível conseguir excelentes posições no Google com repetições exageradas de palavras-chave no conteúdo das páginas.

Dessa forma os resultados não eram tão precisos.

O algoritmo foi aperfeiçoado e acabou com spam de palavras-chave.

É através do campo semântico que os buscadores identificam se, por exemplo, a palavra “manga” em um texto se refere a uma fruta ou à manga de um casaco.

O algoritmo consegue verificar as demais palavras do texto palavras e analisar se são relacionadas à fruta ou ao vestuário, para trazer resultados precisos para o usuário.

As palavras-chave LSI são palavras e frases fortemente associadas ao tema da sua página.

Por exemplo, digamos que você acabou de publicar um artigo sobre Dieta Paleolítica.

As LSI Keywords seriam termos como:

  • Nutrição
  • Homem das cavernas
  • Perda de peso
  • Receitas
  • Grãos

E quando o Google detecta as LSI Keywords na sua página, ele pensa: “Impressionante! Esta página obviamente abrange esse assunto de forma completa”.

Como Encontrar as LSI Keywords Para o Seu Conteúdo?

Primeiro, use o velho Google. Apenas pesquise pela palavra-chave principal do seu conteúdo no Google e veja no final da página de resultados as pesquisas relacionadas.

SEO 2018 - Pesquisas Relacionadas à Palavra-Chave

Por exemplo, para “Comida Vegana”, as palavras-chave em negrito são LSI:

  • Vegan
  • Receitas
  • Alimentos
  • Lista
  • Cardápio
  • Fácil
  • Comprar
  • Emagrecer

E também você pode usar outras ferramentas, como o Keyword Planner e o UberSuggest, para encontrar outras palavras semânticas.

Basta usar as ferramentas como ensinei nesses outros artigos e identificar as palavras que aparecem relacionadas à palavra-chave principal.

4 – SEO em 2018: Diversifique o Marketing de Conteúdo

SEO em 2018 - Vários Formatos de Conteúdo

Organizações que fizeram investimentos consistentes e sólidos em marketing de conteúdo nos últimos anos estão agora obtendo excelentes resultados.

De acordo com os relatórios de tendências e benchmarks de 2017 do Content Marketing Institute, mais de 60% dos profissionais de Marketing B2B relataram que suas estratégias de marketing de conteúdo estão mais eficientes do que no ano anterior.

Comparando os dados ano a ano, 34% dos profissionais de marketing achavam que seu marketing de conteúdo era efetivo em 2016, versus apenas 30% em 2015.

Uma série de fatores que contribuíram para esse sucesso, incluindo conteúdo de melhor qualidade, desenvolvimento de estratégias, mais tempo gasto em marketing de conteúdo e melhor segmentação na distribuição de conteúdo.

Porém, algumas mudanças estão ocorrendo e o que funcionou até agora pode não ser tão eficiente em 2018.

As empresas que fizeram mais sucesso com marketing de conteúdo não estão mais afogando a sua audiência com muito texto.

Elas agora estão diversificando as mídias e melhorando processos de divulgação.

Focar exclusivamente em produção de texto não é mais o bastante.

A partir de agora você precisa criar uma estratégia mais ampla.

O seu conteúdo precisa ser desenvolvido em diferentes formatos.

Todos esses formatos precisam ser divulgados. Depois, o resultado desses esforços de criação e divulgação precisam ser analisados, para serem melhorados cada vez mais.

Se você olhar os dados do estudo, verá que as empresas que estão diversificando suas táticas de marketing de conteúdo. Em média estão usando 8 tipos de mídias e canais.

Táticas de SEO o em 2018

5 – SEO em 2018: Prepare-se Para o Google Mobile First

Em 2016 o Google anunciou que irá considerar a versão mobile do seu site como a versão real.

A versão mobile irá influenciar inclusive quem fizer as pesquisas a partir de desktops.

Essa mudança faz sentido, uma vez que 60% das pesquisas no Google são feitas a partir de dispositivos móveis.

E os acessos via mobile só tendem a crescer.

Mesmo que o índice Mobile-first do Google ainda não esteja disponível e que ainda não se possa afirmar que ele é um tendência em SEO para 2018, ele estará chegando a qualquer momento.

 É por isso que o Brian Dean recomenda que você se prepare desde já.

Prepare-se para o Mobile First em 3 passos

  • Deixe o seu conteúdo consistente tanto para desktop quanto para mobile.Alguns sites modificam ou escondem (com botões “leia mais”) os seus conteúdos nas versões mobile.

    Você precisa deixar o conteúdo 100% disponível para dispositivos móveis, para que eles possam ser indexados correta e totalmente pelo Google.

  • Se você redireciona os usuários de telas menores para um subdomínio específico (Ex: m.seudominio.com), o Google recomenda você acabar com esta diferença de endereço e criar um  “único” site responsivo.
  • Verifique se o seu site está amigável no celular.Lembra do RankBrain?

    Então, você não vai querer que os seus usuários deixem o seu site logo após acessá-lo, por causa de problemas de User Experience.

    Você pode testar se o seu site está amigável para celular na ferramenta Mobile-Friendly Test tool do Google.

Seo em 2018 - Mobile First

Você pode usar também essa ferramenta do Google para testar a velocidade de carregamento das suas páginas em mobile.

SEO em 2018 - Think With Google

6 – SEO em 2018: Aposte Tudo nos Vídeos!

De acordo com a Cisco, os vídeos serão responsáveis por 80% do tráfego online até 2021.

80%!!!!!!

E isso ainda pode não satisfazer a demanda mundial.

Apesar de hoje já existir muito mais vídeos do que nunca, a Hubspot revelou que 43% das pessoas querem assistir ainda mais vídeos.

Se você não está criando conteúdo em vídeo, você ficará para trás.

Qual o Melhor Lugar Para as Suas Estratégias com Vídeos? Youtube!

O Youtube já é a segunda maior ferramenta de busca do mundo.

E vem crescendo a cada ano.

Segundo o Huffington Post, as pessoas estão gastando 60% a mais de tempo no Youtube em 2017 do que em 2016.

Então, se você quer mais tráfego em 2018, crie e otimize conteúdo especificamente para o Youtube.

Ele é um site de buscas muito grande e, por isso, não pode ser deixado de lado.

Além disso, o próprio Google tem apresentado cada vez mais vídeos do Youtube entre os primeiros resultados das suas pesquisas.

SEO em 2018 - A Concorrência do Youtube

Seguem algumas dicas para você bombar seu SEO em 2018 com o Youtube:

  • Você não sabe como fazer vídeos ou tem vergonha de aparecer na frente das câmeras?Isso não deveria ser um problema.

    Neste artigo eu apresento algumas excelentes ferramentas para você criar vídeos rapidamente, de forma profissional e sem precisar estrelar nas suas produções.

  • Direcione as pessoas do Youtube para o seu site. As pessoas que visitarem o seu vídeo, vão ler a descrição do seu vídeo e os seus comentários.Insira links para o seu site nesses campos.

    A maior parte da sua audiência no Youtube irá se tornar visitante do seu site.

  • Se as pessoas querem mais vídeos, incorpore vídeos nos seus textos.Repare como neste artigo eu insiro alguns vídeos para complementar o entendimento do texto.

    Além disso, o tempo de visualização do vídeo vai dar uma turbinada no Tempo de Permanência das suas páginas.

7 – SEO em 2018: Páginas Seguras

Em 2014, o Google tentou persuadir os webmasters a mudarem os sites de HTTP para HTTPS, tornando o protocolo seguro num sinal de classificação mais forte como motivação. Desde então, os sites criptografados ganharam um aumento nos rankings, em relação aos demais “sem segurança”.

Porém as mudanças ficaram abaixo do esperado e agora novamente o Google está forçando a questão. Em vez de incentivar os sites com HTTPS, o Google poderá começar a penalizar os sites com HTTP.

Isso já pode ser visto no Google Chrome. Quando você acessa um site “não seguro”, na barra de endereço aparece um “i”, em vez do cadeadinho de segurança que você vê nos sites seguros (e no Marketing Objetivo).

SEO em 2018 - Migre para o HTTPS

O HTTPS é o padrão atual para sites seguros. Qualquer webmaster que hesite em migrar para o HTTPS estará perdendo posições diariamente, sem mencionar que também poderá estar comprometendo a confiança de seus usuários.

O Chrome sinalizando os sites HTTP como não seguros é apenas um passo em uma lista de mudanças que virão para proteger melhor a privacidade e a segurança das informações confidenciais das pessoas.

Saiba neste artigo todos os passos necessários para migrar o seu site de HTTP para HTTPS.

8 – SEO em 2018: Velocidade de Carregamento das Páginas

Não é novidade que o carregamento das páginas vem impactando nas posições dos sites no Google.

Porém, se preocupar com a velocidade de carregamento pode ajudar muito seu SEO em 2018 por dois motivos:

  • O próprio HTTPS pode deixar o site mais lento
  • As conexões à internet por celular geralmente são mais lentas do que as conexões usadas em desktops. Com o Mobile First, o Google entenderá que esse será um fator crítico de qualidade do site.

Você pode avaliar a velocidade das suas páginas e as dicas para otimizá-las no Page Insights do Google. Basta inserir a URL da sua página no campo e clicar em “Analisar”.

No Page Insights os resultados são considerados “Bons” a partir da nota 85.

Você verá a nota da velocidade da sua página tanto para o carregamento em desktop, quanto em mobile. E, se a sua nota não for 100, o Google apontará quais são os itens que podem ser otimizados na sua página.

SEO 2018 - Teste Seu Site no Page Insights

Plugins Para Acelerar Páginas no WordPress

Existem ótimos plugins de wordpress grátis e pagos para você acelerar o carregamento do seu site ou blog:

  • Above The Fold Optimization – Remova arquivos CSS do código HTML da página, carregador de script assíncrono robusto, otimização do Google Web Fonts e mais. Vale ressaltar que esse plugin é recomendado para usuários mais experientes. Ele não é tão simples de usar.
  • Async JavaScript – Ajuda a eliminar o JavaScript de bloqueio de renderização no conteúdo acima da dobra da página.
  • Autoptimize – Ele pode agregar, minificar e armazenar em cache scripts e estilos, injeta CSS no cabeçalho da página por padrão e move scripts para o Footer e adia os seus carregamentos. Também minifica o próprio código HTML, tornando sua página muito leve.
  • WP Fastest Cache ou WP Supercache ou WP Total Cache – Quando uma página do wordpress é renderizada, o php e mysql são requisitados e o sistema de hospedagem precisa de RAM e CPU para gerá-los.Se muitos visitantes chegam ao seu site, o sistema precisará de muita RAM e CPU para processar as suas páginas. E isso pode comprometer a velocidade de carregamentos das suas páginas.

    Um plugin de cache resolve este problema, pois o seu sistema não precisará renderizar as mesmas páginas repetidas vezes. Para cada página sua, o sistema de cache gera um arquivo html estático e salva.

    Quando os usuários acessam o seu site, eles verão as páginas HTML e o sistema não irá demandar tanta RAM e CPU.

  • WP Smush – Reduz os tamanhos de arquivos de imagem automaticamente e melhora o SEO das suas páginas.

Temas para Acelerar o Carregamento das Suas Páginas

Se você ainda usa temas grátis no seu WordPress, saiba que ele provavelmente não está otimizado para SEO.

Quando você migra o seu blog para um tema pago, você em pouco tempo consegue perceber a diferença nas posições das suas páginas no Google.

Sim, a velocidade mais rápida de carregamento é premiada pelo buscador.

As otimizações nos temas pagos ocorrem em várias funcionalidades: os temas costumam ter códigos mais enxutos, não requerem tantos plugins (menos requisições ao sistema),  estão otimizados para mobile e para apresentação de conteúdo “acima da dobra” e costumam ser mais inteligentes no carregamento de imagens e arquivos pesados.

Todas essas otimizações resultam em um carregamento mais rápido das páginas e uma redução no “Bounce Rate” (pessoas que abandonam o seu site).

E é aí que você consegue conquistar posições no Google. Volte na parte do RankBrain, se tiver dúvidas : )

Há pouco temo eu comprei o tema Socially Viral para otimizar o SEO do Marketing Objetivo.

Minha intenção foi principalmente acelerar o carregamentos das páginas.

Você encontra esse tema e outros em My Theme Shop.

HTTP2 – Acelerando o seu HTTPS

O HTTPs deixa o seu site mais lento, caso ele não seja transferido para o HTTP2.

O HTTP2 é uma forma de ter a página carregada mais rapidamente por conta de um protocolo diferenciado, que é mais seguro, tem carregamento paralelo e transmite uma sensação de maior velocidade na abertura do site.

Se você ainda vai migrar o seu blog ou site para o HTTPs, já mude para o HTTP 2.0 para garantir mais velocidade.

Saiba mais sobre o HTTP2 neste artigo. E neste também (em inglês).

Veja nesta ferramenta se o seu site já está com HTTP2 habilitado.

9 – SEO em 2018: “Ok, Google” – Pesquisa por Voz

Talvez a pesquisa por voz ainda não seja a bola da vez, ninguém tem como saber, mas é FATO que a pesquisa por voz vem crescendo exponencialmente.

Olha só esses dados:

Por isso, é bom começar a preparar suas páginas para atender melhor esse tipo de pesquisa.

Embora a pesquisa por voz ainda seja um negócio muito novo, existem algumas coisas que já sabemos sobre como ela funciona… e, por isso, já podemos otimizar nossas páginas para isso!

Como otimizar conteúdo para pesquisas por voz

Primeiro, o seu conteúdo precisa estar na primeira página – meio óbvio, mas vale ressaltar. Para o seu site ser o “resultado” na pesquisa por voz, ele precisa aparecer na primeira página da pesquisa por texto.

Segundo, ajuda muito se o seu site for apresentado em Featured Snippet.  Segundo Brian Dean, os resultados das pesquisas por voz (especialmente do Siri e Google Home) costumam ser os conteúdos dos Snippets.

SEO em 2018 - Otimização Para Pesquisas Por Voz

Por último, a maior parte das pesquisas por voz são do tipo perguntas: Como eu faço…, Quando será…, Por que…

Para esses casos o Google geralmente escolhe uma página que contém tanto a pergunta, quanto a resposta.

Quando no meu celular eu fiz a seguinte pergunta por voz “Qual é a melhor dieta?”, o Google respondeu:

Com a Dieta Atkins, cheia de proteína e nenhum carboidrato, foram-se mais dois quilos. Aqui, devido à ausência de calorias para serem queimadas, a moral baixou. Mas a pior delas, na opinião do repórter, foi a dieta dos alimentos crus, que passou comendo basicamente frutas, saladas, sementes e nozes.

Resposta esquisita, né?

Mas olha os padrões sendo apresentado nessa resposta acima:

SEO em 2018 - Respostas em Snippets

SEO em 2018 - Aonde encontrar as respostas

10 – SEO em 2018: Conteúdo e Links Ainda São Os Principais

Mesmo tendo apresentado uma lista do que será tendência de SEO em 2018, a tática principal para você ganhar posições no Google ainda deve se basear em conteúdo e links.

Sem um conteúdo incrível, você nunca obterá links.

E sem links, você não vai parar na primeira página.

E se você não estiver na primeira página do Google, o RankBrain, Voice Search e o algoritmo do Mobile First não farão real diferença para você.

Eles só vão começar a servir para alguma coisa, quando você rankear para algum assunto.

E de fato, recentemente o Google revelou que  conteúdo e links são os dois fatores mais importantes para o seu sistema de ranking.

Em terceiro lugar, como escrevi mais acima, vem o RankBrain.

A Backlinko fez um teste com 1 milhão de resultados de pesquisas do Google e encontraram uma correlação entre as posições das páginas no Google e a quantidade de links que apontavam para elas.

SEO em 2018 - Backlinks e Posições no Google

Dicas Rápidas Para SEO em 2018

Invista em conteúdo visual

Graças ao Pinterest e Instagram, as imagens estão ganhando cada vez mais importância em estratégias de SEO.

Especialmente as imagens que podem ser utilizadas e incorporadas por outros sites.

Tire vantagem disso em 2018, criando imagens que possa ser utilizadas por outros sites.

Quando eles incorporam a sua imagem nas páginas deles, eles criam backlinks para o seu blog.

Incentive comentários no seu site

Os comentários no seu blog ajudam no ranking das suas páginas? A resposta parece ser “sim!”.

Em 2016 o Google disse que os comentários no blog podem ajudar ” muito ” com rankings.

E em 2017 o Google disse que “comentários são melhores no site local como sinais de engajamento para o SEO, do que se nas redes socais “.

Em outras palavras, o Google quer ver que você tem uma comunidade ativa em seu blog.

E é provável que prestem ainda mais atenção a este sinal de classificação em 2018.

Conclusão

Oferecer conteúdos relevantes, em formatos diversificado e buscar diversos meios de promovê-los é a estratégia “primária” de todas tendências em SEO em 2018.

Para ter sucesso e conquistar posições preciosas nas SERP do Google, cada vez mais estão sendo exigidas diferentes talentos e habilidades:

Agora é a sua vez

A maior parte dos meus esforços para 2018 estão sendo direcionados para “Diversificação de canais e formatos de conteúdo” e “Ajustes para Mobile”.

Eu gostaria de saber de você. Quais são as suas principais estratégias?

Em qual tática você está investindo mais para melhorar o seu SEO em 2018?

Deixe aí embaixo um comentário!

Último Recado

Ganhar Dinheiro com Marketing DigitalNeste artigo eu abordei o tema “SEO“, uma das principais técnicas para você atrair tráfego orgânico para o seu site.

Com os conhecimentos de Marketing Digital que você possui, você já pensou em quanto dinheiro você poderia ganhar na internet?

Você poderia ter um negócio seu na internet, com muito mais facilidade do que outras pessoas que já estão ganhando dinheiro.

Você tem essa grande vantagem!

Além disso, você também já sabe o poder que o Marketing Digital tem para atrair pessoas, gerar tráfego,  e despertar interesses.

Se você ainda não pensou em criar um negócio online ou está tendo dificuldades tentando implementar o seu negócio, saiba que você está deixando dinheiro na mesa para os outros.

No Ebook Guia do Negócio Online, disponível no botão abaixo, eu apresento os 5 passos para você criar o seu negócio online, usando técnicas comprovadas e usadas no dia-a-dia por grandes profissionais de Marketing Digital.

Faça o download do Ebook. Ele é grátis. Ele pode transformar a sua vida!

Guia do Negócio Online

 

Resumo
10 Principais Tendências em SEO em 2018
Artigo
10 Principais Tendências em SEO em 2018
Descrição
Conheça 10 principais tendências em SEO para 2018. Saia na frente dos seus concorrentes, usando as melhores táticas de SEO em 2018!
Autor
Editor
Marketing Objetivo
Logo do Editor
SEO em 2018: conheça as 10 Principais Tendências
4.9 (98%) 20 votes

Artigos Relacionados

SEO: Como Melhorar a Posição do Seu Site no Google Confira as técnicas simples e práticas de SEO para otimizar o blog e seu site aparecer nas primeiras posições do Google. São dicas rápidas de serem implementadas!
Como Aumentar o Engajamento nas Redes Sociais Usando Vídeos Veja como aumentar o engajamento nas redes sociais usando dicas e insights revelados pelo Facebook, Youtube, Twitter, Hubspot, Buzzsumo, entre outras gigantes do Marketing Digital.
Nicho de Mercado: Definição, Exemplos e Como Achar o Seu O que é Nicho de Mercado? Quais as vantagens da segmentação de mercado? Como encontrar um Nicho de Mercado inexplorado e Lucrativo? Veja aqui!

Compartilhe

6 Resultados

  1. Silvio disse:

    Gustavo, não acha que a frequência de publicações deveria ser considerada nessa lista? Eu li que a frequência de publicações de 1 ou 2 vezes por semana aumenta consideravelmente as chances de melhorar o ranqueamento. Concorda?

    • Olá Silvio, com certeza a frequência de atualizações de conteúdo influencia no ranqueamento do Google. A Hubspot confirma isso no post https://blog.hubspot.com/marketing/blogging-frequency-benchmarks. Porém, não creio que podemos chamar isso de tendência para 2018. Prefiro chamar isso de tendência para o ano que passou e para os próximos anos. A atualização frequente é uma excelente forma de pequenos blogs conseguirem posições no Google, uma vez que os pequenos não conseguem tantos backlinks. Assim, a frequência de atualizações mais ou menos compensa a falta de backlinks. Escreverei em breve sobre o assunto. Increva-se para ser avisado quando eu publicar esse conteúdo. Obrigado pela sua contribuição.

  2. Alê disse:

    Os artigos do seu site estão cada vez melhores! TOP!!!

  3. Tereza Dias disse:

    Excelente artigo. Dicas anotadas. Prioridade no Https e na versão de celular…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *